A pandemia causada pela COVID-19 mobilizou profissionais de diferentes áreas na busca de condições que mitiguem os impactos causados pela doença. Ficou evidente a necessidade da tomada de decisão baseada em evidências para a gestão de diferentes setores (gestão pública, com decisões de distanciamento social; gestão hospitalar, com decisões relacionadas a alocação de recursos; etc). Mais do que nunca, a busca por informações atualizadas acerca desta situação tornou-se algo constante.

Propõe-se, portanto, a união de esforços em prol do tratamento estatístico dos dados ora disponibilizados, com a criação de um repositório de achados nas seguintes (mas não apenas) áreas:

  • Metodologias: proposição de estratégias analíticas com sólido embasamento estatístico que possam ser aplicadas aos dados disponíveis (não apenas dados de casos/óbitos, mas também em outros setores, como infectologia, neurobiologia, planejamento de experimentos, etc.);
  • Modelos Preditivos: casos, óbitos, carga no sistema hospitalar, difusão de casos;
  • Produto de Dados: infográficos, dashboards, análises em tempo real;
  • Comunicação de Risco e Incertezas: estratégias para a comunicação efetiva da quantificação da incerteza em torno do tema (David Spiegelhalter).

Como meio de valorização e reconhecimento destes esforços, consideram-se:

  • a realização de sessões específicas para esta temática no próximo SINAPE;
  • disseminação de resultados (qualificados) em revistas científicas;
  • realização de competições no estilo hackaton para modelos preditivos e produtos de dados (para modelos preditivos, neste momento, considera-se a utilização da ferramenta EvalAI - self-hosting ou hosted?).

Recursos Disponíveis